sexta-feira, 23 de março de 2012

CPI da Mar Azul - O que você não ouve na rádio amiga da prefeita.

Esta notícia mesmo é que você jamais vai ouvir...

Que ontem na sessão ordinária da Câmara Municipal de Paracuru foi instaurada pelo presidente desta - sr. Carlos Alberto de Castro - uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades no funcionamento da Associação Comunitária Pró-Cultura e Cidadania de Paracuru (ACOMCULT), detentora dos direitos de exploração de radiodifusão comunitária da Mar Azul FM.
A CPI foi instaurada baseada na lei RadCom - que definde critérios e mecanismos das rádios comunitárias - na suspeita de funcionamento irregular da associação, na suspeita de não funcionamento do Conselho Comunitário - pré-requisito para funcionamento da rádio - e na suspeita de proselitismo político, conduta vedada pela legislação.
Saiba mais no blog: www.paracurunotícias.blogspot.com

"Odeio política".

O Analfabeto Político
"O pior analfabeto é o analfabeto político. 
Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. 
Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, 
da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. 
Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, 
e o pior de todos os bandidos, 
que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais".

Traz-me preocupação e tristeza ouvir jovens dizer que odeiam a política. E gostaria de expor alguns motivos para esta tristeza e preocupação.
1. ao se abster de participar ou se interessar dos processos políticos o jovem castra um dos mais belos sentimentos que possuem que é o espírito revolucionário, que lhe dá a rebeldia - coragem e força - necessária para contestar velhos hábitos, padrões e injustiças sociais. Che Guevar afirmava que "ser jovem e não ser revolucionário é uma contradição genética". Poderíamos portanto dizer que ser jovem e não ser capaz de se indignar e se contrapor às injustiças é uma anomalia.
2. a partir do momento em que abdica do direito à participação dos espaços políticos os jovens cedem espaço e entregam de mão beijada, aos "velhotes" e "velhacos" da política suja o poder de decidir seu futuro. O pensador Arnold Toynbee afirmou com razão que "o maior castigo para aquele que não se interessam por política, é que serão governados pelos que se interessam". É como se colocassem a realização de suas aspirações mais íntimas nas mãos de terceiros.
3. este tipo de afirmação é uma prova cabal do egoísmo mais puro de um jovem, além da ratificação da sua míope visão sobre o mundo. Imagina o jovem que sua vida privada, a única que ele consegue enxergar, nada tem haver ou não pode sofrer influência da política. Não percebe por exemplo que no Ipad, Iphone, ou qualquer "bagulho" eletrônico consumido por ele se encontra embutido inúmeros impostos decidos pelos que gostam e fazem política. Bem como estão investidas milhares de horas de vidas trabalhadas de pessoas "iguais" a ele. Neste caso ele só se reconhecer como pessoa, não se reconhece como cidadão.
4. do item anterior deduz-se também que este jovem não tem o mínimo de espírito solidário ou coletivo - isto é preocupante. Ele não consegue perceber que direitos sociais importantes como saúde, educação, trabalho, lazer, habitação, etc, são efetivados por políticas públicas debatidas entre aqueles que fazem e gostam da política. Muito provavelmente ele faz parte de uma minoria que nunca enfrentou problema com alimentação, habitação, lazer, trabalho, saúde e educação, diferente de tantos e muitos outros jovens.
5. por fim, me preocupa ouvir este tipo de coisa, porque demonstra a falta de capacidade do jovem de perceber que a participação dos cidadãos na vida coletiva, mais do que um direito é um dever. Que participar da política é lutar por dias melhores para todos. Lutar para que os direitos sejam iguais para todos e as riquezas sejam equitativamente divididas. Lamentavelmente este tipo de jovem confude a política na sua mais nobre e rigorosa acepção, com a "politicagem" típica das "raposas" que fazem da corrupção a sua prática para justamente afastar os bons da política.
Ainda que fique triste ou preocupado mantenho a esperança de que o número de jovens que odeiam a política seja bem menor do que os que gostam ou pelo menos se interessam por ela, pois gostaria muito de ver se concretizar a frase da música Geração Coca-cola (Renato Russo): "vamos fazer nosso dever de casa e aí então vocês vão ver SUAS CRIANÇAS DERRUBANDO O REI".       

terça-feira, 20 de março de 2012

Atraso no salário dos monitores - O que você não ouve na rádio amiga da prefeita***

*** A atual gestão da prefeitura de Paracuru vez por outra envia nota ou manda representante para sua rádio amiga com o objetivo de se enaltecer por pagar os servidores pontualmente no final do mês, como se isto não passasse de uma simples obrigação do gestor público.

Mas o que você não ouve na rádio amiga da prefeita...

... que este mês alguns servidores receberam seus salarios por volta do dia seis ou sete. Seria isto já resultado da inscrição do município do Cadastro de Inadimplentes (CADIN) do governo federal? Saiba mais clicando aqui.
E mais, você não ouve na rádio amiga da prefeita que os monitores do pró-jovem deste município estão ainda hoje sem receber seus pagamentos.

sexta-feira, 16 de março de 2012

PCdoB 90 anos, pelo Brasil e o socialismo - Portal Vermelho

O Partido Comunista do Brasil é uma força política brasileira, engajada na realização de objetivos como o de transformar o Brasil em uma Nação próspera, desenvolvida, livre, amante da paz entre os povos, em marcha para uma transição socialista. É cioso do seu passado de lutas, que contribuiu, muitas vezes com sacrifícios inauditos, para o Brasil chegar aonde chegou.

O mundo vive hoje uma grande crise do capitalismo que agrava ainda mais as crescentes desigualdades, as crises sociais e aumenta os conflitos de guerra no mundo. Neste contexto, a questão central é a qual rumo se dirigir, qual alternativa seguir.

Por isso mesmo o PCdoB, na festa de seus 90 anos, conclama o povo a abraçar seu Programa Socialista, aplicá-lo e desenvolvê-lo.

O Programa Socialista do PCdoB resulta de reflexões amadurecidas sobre a situação do país e do mundo. Passou por anos de elaboração. Encarna uma nova concepção programática.
O atual Programa Socialista do PCdoB dá um passo à frente: propõe um rumo e um caminho. O socialismo é o rumo. O fortalecimento da Nação brasileira, o caminho.

O socialismo proposto é renovado, não copia modelos, leva em conta os avanços das experiências socialistas modernas e as particularidades nacionais. Tem uma feição brasileira.

O fortalecimento da Nação concretiza-se em um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento, com quatro fundamentos: a luta pela soberania e defesa da Nação; a democratização da sociedade; o progresso social; e a integração solidária da América Latina. O Programa faz um amplo conjunto de propostas capazes de nortear este projeto.

Este caminho pode levar a uma democracia popular, com hegemonia dos trabalhadores e da maioria da Nação e, portanto, criar condições para a transição ao socialismo. Representará um novo salto civilizacional, o terceiro na acidentada, mas vitoriosa, história do Brasil.

É armado deste Programa e do Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento que o PCdoB faz esta conclamação e, convicto de que o aumento de sua representatividade política contribuirá para o avanço das conquistas do povo, participará, em plenitude, nas eleições de outubro próximo, inclusive disputando prefeituras em várias capitais e outras cidades importantes. O Partido abre suas portas e acolhe, para suas fileiras militantes, todos os brasileiros e brasileiras que buscam ter uma atividade política organizada e transformadora.

Grande é a vitória do Partido Comunista do Brasil em chegar aos 90 anos de existência. Maior ainda é a alegria do PCdoB por chegar aos 90 anos altivo, revitalizado e confiante. Altivo por nunca ter tergiversado na defesa dos trabalhadores e do Brasil. Revitalizado por nunca ter contado com tanta gente em suas fileiras para enfrentar as tarefas do futuro. E confiante por estar no caminho do fortalecimento da Nação e no rumo do socialismo.

Viva o 25 de março!
Viva o PCdoB!
Viva o Socialismo!
Viva o Brasil!

São Paulo, 15 de março de 2012.
A Comissão Política Nacional (CPN) do Partido Comunista do Brasil, PCdoB


sábado, 10 de março de 2012

O que você não ouve na rádio amiga da prefeita**.

** É sabido pelos quatro cantos da cidade que rádio comunitária Mar Azul FM adotou uma posturar de privilegiar as informações que enaltecem a atual gestão municipal e tem censurado aquelas que apontam falhas ou até corrupção.

Então...
o que você não ouve na rádio amiga da prefeita:

Que na última sessão da Câmara Municipal de Paracuru realizada em 08/03 as contas de governo do ex-prefeito Ribeiro foram desaprovadas com 2/3 de votos dos edis.
Para saber mais detalhes, inclusive com áudio e vídeo acessem o blog Frente e Verso.

quarta-feira, 7 de março de 2012

O que você não ouve na rádio amiga da prefeita*.

* Esta é um a primeira postagem com este título que tende a ser repetir para buscarmos divulgar assuntos, temas e notícias que estão sendo "censurados" na rádio COMUNITÁRIA Mar Azul FM de Paracuru, de "propriedade?" do Coronel Helder Gurgel. 
Então, 
o que você não ouve na rádio amiga da prefeita...

...que na última quinta-feira (01/03) a Câmara Municipal de Paracuru realizou mais uma sessão ordinária e colocou em pauta o patrocínio da empresa de bebidas Schincariol ao Carnaval 2012 da cidade. Estiveram presentes representantes da empresa e ausente o gestor da Secretaria de Tursimo, Cultura e Meio Ambiente, no período momino, curiosa e obscuramente exonerado na data da sessão.
Os representantes, apesar de não divulgar valores, explicitaram como se deu o acordo do patrocínio e que eles não impuseram exclusividade de venda, muito menos de preços aos seus produtos. Consequentemente, isto feito pela secretaria, a beneficiária, se assim podemos afirmar, do patrocínio. 
Na ausência de um representante do poder público as explicações devidas ficaram para um outro momento.

Você também não ouviu na rádio amiga da prefeita, apesar das "reportéres" dela estarem presentes na Câmara Municipal, que realizou-se uma audiência pública, também na última quinta-feira, com o objetivo de debater o repasse das contibuições dos servidores públicos municipais ao INSS, que sabidamente estão em atraso.
Estiveram na audiência representantes do INSS, servidores públicos, vereadores e diversos outros cidadãos interessados no tema.  
Novamente por ausência de representantes do poder público na audiência ficaram as perguntas dos servidores sem resposta, pois o sr. Rogério que lá esteve na sessão e não na audiência, é representante de uma empresa que presta serviço à prefeitura, portanto não pode ser considerado representante do poder público, e tergiversou seguidamente em relação ao tema. 

A estranha relação entre público e privado.

Reproduzo a seguir cópia de um informe direcionado às equipes de saúde da família exposto na secretaria municipal de saúde de Paracuru, com carimbo da secretária, mas estranhamente em papel não timbrado, assinado por procuração (p.p.), convidando as servidoras públicas - agentes de saúde - e suas mães para uma reunião na casa da prefeita.


Se é um evento público por que ocorrerá em um ambiente privado?
Se é um evento privado por que se utiliza de ambientes e agentes públicos para realizar o convite?
O que estará em pauta nesta reunião?
Por que convidar as mães das agentes de saúde?
É bom recordar que mensalmente a Associação das Agentes de Saúde de Paracuru realiza reunião com suas associadas em prédios públicos como a Câmara Municipal.

Observação: Temos conhecimento de pelo menos duas reuniões promovidas pela prefeita com os agentes públicos cujo os objetivos ou pautas não são claras, nem divulgadas. Recebemos inclusive gavações de áudio de um destes momentos, em que ela enaltece aqueles que a apoiam e faz críticas àqueles que são de corrente partidária ou ideológica diversa à dela.
Não seria esta uma forma de fazer campanha eleitoral antecipada, se utilizando da "máquina pública"?
Com a palavra o Ministério Público, a Câmara Municipal ou outro órgão competente para investigar.