quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Resumo do carnaval na saúde.

Chegamos à quarta-feira de cinzas com um bom balanço na área da saúde em relação ao carnaval.
Durante o período carnavalesco a Santa Casa de Paracuru realizou cerca de 600 atendimentos de urgência e emergência.
Foram realizados cerca de 44 pequenos procedimentos cirúrgicoa (suturas) em foliões que se envolveram em acidentes ou brigas.
Foram realizadas 12 transferências de pacientes ao Hospital de Caucaia e/ou hospitais de Fortaleza.
Aproveito para agradecer a parceria da Santa Casa e parabenizar todos os profissionais que se envolveram neste trabalho de garantir a integridade física das pessoas ou recupera-lá.
Agradecer as enfermeiras, médicos, auxiliares e técnicos de enfermagem, socorristas, recepcionistas, técnicos de radiologia, enfim, todo mundo que fez a Santa Casa funcionar a pleno vapor neste carnaval.
Agradecer também os profissionais que participaram das ações preventivas, na blitz. Foram distribuídos dois mil kits contendo panfletos informativos sobre dengue e doenças sexualmente transmissíveis, além de preservativos e sais de reidratação oral. As preventivas ocorreram na rodoviária, no sinal da avenida João Lopes Meireles e no quiosque na praça dos taxistas.
Agradeço também às pessoas que se envolveram no trabalho de vigilância sanitária.
Fizemos o possível para que o setor saúde pudesse dar pronta resposta às demandas.
Ganhamos mais experiência para que na próxima oportunidade possamos melhorar o atendimento. E assim esperamos continuar contribuindo para resguardara saúde da população.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Dias mais tranquilos...

Terceiro dia de carnaval foi mais tranquilo no plantão da Santa Casa de Paracuru.
Apesar do aumento no número de atendimentos, os casos foram de pequena gravidade.
Entre as 7h de ontem e as 7h de hoje foram realizados 179 atendimentos e 17 suturas de pequenos traumas.
Ocorreram duas transferências por trauma. Ambas para o hospital Abelardo Gadelha, em Caucaia.
Não ocorreram óbitos.
Vamos rezar e trabalhar para que este último dia de carnaval seja ainda mais tranquilo

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Informe

Resumo do segundo dia de carnaval na Santa Casa de Paracuru - das 7 h do domingo às 7h da segunda.
Atendimentos de urgência: 171
17 suturas
01 transferência
01 óbito de uma criança de 02 meses - Causa desconhecida. Já chegou no hospital morta. Corpo encaminhado ao SVO.

Graças a Deus tivemos um segundo dia de carnaval mais tranquilo. Continuemos com as orações para que tenhamos um restante de carnaval em paz.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Primeiras ocorrências da Santa Casa de Paracuru

Resumo das primeiras 24 horas de carnaval na Santa Casa de Paracuru.
Foram realizados 100 atendimentos de urgência e emergência entre as 7h do sábado e 7h deste domingo.
Foram realizadas 06 transferências. Quatro delas traumatológicas (três fraturas e um deslocamento de ombro). Duas transferências clínicas.
Foram realizadas dez suturas em pessoas que se envolveram em acidentes ou brigas.
Deu entrada no hospital, ontem à noite, uma criança de cinco meses em óbito, por causa desconhecida. O corpo foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) em Fortaleza. O caso foi encaminhado à delegacia de polícia civil.
Hoje pela manhã, por volta das 6 horas, deu entrada no hospital um homem jovem, residente em Redenção, já em óbito, após ser atingido por vários tiros. O caso aconteceu no local onde se realiza o "famoso" Lual.
Precisamos refletir e discutir as formas de diversão, principalmente este maldito Lual.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Informe

Informamos a todos que estão em Paracuru que a equipe da Santa Casa foi reforçada com médicos, enfermeiras e técnicos de enfermagem.
Temos duas ambulâncias próprias, 01 do SAMU e 02 do Corpo de Bombeiros para atendimentos de urgência e emergência. Lembrar também os telefones importantes: Polícia 190
SAMU e Corpo de Bombeiros 192
Santa Casa 33442015.

Vamos brincar o carnaval em paz turma boa. Recebemos informação que durante a madrugada tivemos diversos atendimentos na Santa Casa por causa de lesões decorrentes de briga e acidente com cacos de vidro.
Bom sábado de carnaval pra todos.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Comentário que virou post.

Seria interessante as pessoas falarem depois de se apropriaram completamente dos fatos. Também seria bom não fazer sensacionalismo com fatos não conhecidos inteiramente.
Esclarecendo fatos comentados sobre uma possível demissão em massa das agentes de saúde em Paracuru.
Foi noticiado amplamente que seria realizado um recadastramento dos funcionários para identificar possíveis irregularidades nos contratos de alguns servidores públicos.
O processo de recadastramento se findou por volta do dia 11/01. A partir de então a gestão iniciou um processo de análise dos cadastros, processo que perdurou até o fim do mês, período de fechamento da folha de pagamento.
Na análise dos cadastros foram identificadas irregularidades no contrato de dezesseis agentes comunitárias de saúde.
Qual era a irregularidade?
Tinham sido firmados os contratos no período eleitoral. Conduta vedada pela lei.
Mas como assim? Elas fizeram uma seleção em 2010.
Ocorre que estas agentes de saúde passaram por um processo seletivo simplificado em 2010 e assinaram contrato de 01 ano (encerrando em 2011), podendo ser prorrogado por mais 01, uma vez que estava baseado na lei municipal do contrato temporário. Os contratos foram prorrogados até 2012. Neste caso não podendo mais ser prorrogado.
Deveria neste prazo a gestão ter organizado um concurso. Fato que não ocorreu.
Então a gestão passada, tentando ludibriar a lei (?), não realizou o concurso e assinou um novo contrato com estas agentes de saúde. Se perceberem duplamente ilegal.
Ilegal porque não foi precedido de processo seletivo, uma vez que não poderia ser prorrogado mais uma vez.
Ilegal também porque foi feito no período eleitoral.
Será que a gestão anterior fez de má fé? Ou era incompetente o suficiente para desconhecer a lei municipal dois contratos temporários?
Continuado a narrativa dos fatos.
Tão logo foi tomado conhecimento da irregularidade e, portanto, da exclusão temporária das agentes de saúde da folha de pagamento, foi iniciado um processo de estudo para encontrar a forma legal de realizar o pagamento do mês de janeiro, uma vez que elas não haviam sido comunicado, ainda, da irregularidade.
Também foi iniciado estudo sobre as alternativas legais para a regularização da situação destas agentes de saúde.
Para deixar claro:
1. Em nenhum momento foi dito a elas que estavam dispensadas ou colocadas pra fora;
2. O processo seletivo de 2010 só tinham validade até 2012;
3. O atraso do salário de dezembro é de responsabilidade da gestão anterior que até sexta passada, dia 01/02, não havia entregue os documentos contábeis para nova gestão, impedindo a análise da possibilidade de pagamento integral;
4. Há uma reunião agendada para quarta, dia 06/02, com as agentes de saúde que se encontram nesta situação para definir a data do pagamento e como será feita a regularização delas;
5. A atual gestão tem procurado resolver todos os problemas jurídicos, financeiros e estruturais deixados pela gestão anterior, da melhor forma possível. Evitando que as pessoas sejam prejudicadas.
Bom, era isto. Espero que tenha sido claro.
Assim como espero que as pessoas tenham mais cuidado ao falar sobre os fatos, para não caírem no descrédito com facilidade e rapidez.