quarta-feira, 12 de agosto de 2015

74% das mulheres de Paracuru tem seus filhos na Santa Casa de Paracuru.

Quando assumimos a secretaria municipal de saúde de Paracuru tínhamos vários desejos para melhorar a saúde dos paracuruenses. Um deles era de que as mulheres de Paracuru pudessem ter seus filhos no nosso município com segurança.
Ontem numa avaliação da nossa região de saúde recebemos uma boa notícia.
Conseguimos melhorar a assistência ao pré-natal e ao parto.
Segundo a avaliação 74,2% das nossas gestantes estão tendo seus filhos na nossa Santa Casa.
São os filhos de Paracuru nascendo em Paracuru.

sábado, 8 de agosto de 2015

Um novo pacto federativo.

Reunir um terço dos secretários municipais de saúde de todo o país não é uma tarefa fácil. Mas quando passamos pelos mesmos problemas - déficit de financiamento, excesso de burocracia nas  compras, número crescente de processos judiciais, etc - se justifica se unir e lutar por um novo ordenamento do pacto federativo.
Encerrou hoje o XXI Congresso de Secretarias Municipais de Saúde debatendo as dificuldades do campo da saúde, os ataques que o Sistema Único de Saúde (SUS) vem sofrendo e propondo soluções para garantir o direito à saúde, universal e integral.
Em um ponto há consenso entre os secretárioa municipais de saúde: é preciso repensar as responsabilidades sanitárias de cada ente da federação. É preciso rever a distribuição dos recursos fiscais atualmente concentrado na União. Não dá mais pra descentralizar serviço sem o adequado aporte financeiro para os municípios.
O congresso se deu no mesmo momento em que prefeitos de todo o país também se articula em defesa de um novo pacto federativo.
(Em construção)

terça-feira, 4 de agosto de 2015

VII Conferência Municipal de Saúde

Na última quinta-feira (30/07) realizamos a VII Conferência Municipal de Saúde de Paracuru, a segunda nesta gestão. Tínhamos realizado uma em 2013 que serviu de base para a construção do plano municipal de saúde, instrumento importante para a execução das políticas de saúde.
Nesta última debatemos com profissionais de saúde e sociedade civil os graves problemas que afetam o campo da saúde, mas sem esquecer dos avanços que conquistamos desde a reforma sanitária.
Realizamos um evento com figuras importantes e históricas na defesa do SUS, como o ex-secretário de saúde do estado João Ananias, o atual presidente do Conselho Estadual de Saúde (CESAU), João Marques e o vice-presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS) Willames Freire.
Lembrar que o papel da etapa municipal da governos de saúde é apontar soluções para questões locais, mas também para problemas nacionais. Reafirmamos o compromisso de por em prática o que for de competência do município e lutar para que aquilo que for de competência de outras esferas de gestão possam também executados.
Lembramos que da última conferência surgiu a proposta de implantação do serviço de atenção domiciliar (SAD) e que foi executado em 2014, provando que os debates geram frutos quando assumimos o compromisso político de realizá-los.